sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Me he rebajado!


Me he rebajado hasta la altura de tu boca, en busca de un beso; me he rebajado hasta la altura de tus manos, en busca de una caricia; me he rebajado hasta la altura de tus caprichos para hacerte feliz; me he rebajado hasta la altura de tus brazos, para un calido abrazo; me he rebajado hasta la altura de tus mentiras, para hacerlas verdad; me he rebajado hasta la altura de tus excusas, para seguir justificandote; me he rebajado a la altura de tus lagrimas, para secarlas; me he rebajado hasta la altura de tus palabras, para aferrarme a ellas; me he rebajado hasta la altura de tus desiciones para aceptarlas; me he rebajado a la altura de tus silencios, para acompañarte; me he rebajado a tu modo de ser, para permanecer a tu lado; me he rebajado hasta tus pies, para q sientas que estaba ahi; me he rebajado hasta mas abajo de tus pies, para que vuelvas a mi; me he rebajado... de eso estate seguro... pero no me rebajare mas; prefiero rebajarte a ti, para que sientas, lo que es rebajarse por una persona; asi que ahora rebajate; hasta la altura de mi boca, y pideme un beso; rebajate hasta la altura de mis manos, y busca una caricia; rebajate hasta la altura de mis caprichos y hazme feliz; rebajate a la altura de mis brazos y busca mi abrazo; rebajate a la altura de mis mentiras, y hazlas verdad; rebajate a la altura de mis excusas, y justificame; rebajate a la altura de mis lagrimas, y secalas; rebajate a la altura de mis palabras y aferrate a ellas; rebajate a la altura de mis desiciones y aceptalas; rebajate a la altura de mis silencios y acompañame; rebajate a la altura de mi modo de ser y permanece aqui; rebajate a la altura de mis pies y hazme sentir q estas ahi; rebajate hasta aun mas abajo de mis pies, y entierrate, que no te quiero ver salir.
Mi ultima respuesta.


(By Ursula Gil Saucedo)

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Que Hiciste?

Publico esta, porque gosto, porque me apetece e porque sim ou talvez não diga alguma coisa sobre o meu presente, passado e futuro.



Ayer los dos soñábamos con un mundo perfecto
Ayer a nuestros labios les sobraban las palabras
Porque en los ojos nos espiábamos en el alma
Y la verdad no vacilaba a tu mirada

Ayer nos prometimos conquistar el mundo entero
Ayer tu me juraste que este amor seria eterno
Porque una vez equivocarse es suficiente
Para aprender lo que es amar sinceramente

Que hiciste
Hoy destruiste con tu orgullo la esperanza
Hoy empañaste con tu furia mi mirada
Borraste toda nuestra historia con tu rabia
Y confundiste tanto amor que te entregaba
Con ún permiso para así romperme el alma

Que hiciste
Nos obligaste a destruir las madrugadas
Y nuestras noches las borraron tus palabras
Mis ilusiones acabaron con tus farsas
Se te olvidó que era el amor lo que importaba
Y con tus manos derrumbaste nuestra casa

Mañana que amanezca un dia nuevo em mi universo
Mañana no veré tu nombre escrito entre mis versos
No escucharé palabras de arrepentimiento
Ignoraré sin pena tu remordimiento

Mañana olvidaré que ayer yo fui tu fiel amante
Mañana ni siquiera habrá razones para odiarte
Yo borraré todos tus sueños de mis sueños
Que el viento arrastre para siempre tus recuerdos

Que hiciste
Hoy destruiste con tu orgullo la esperanza
Hoy empañaste con tu furia mi mirada
Borraste toda nuestra historia con tu rabia
Y confundiste tanto amor que te entregaba
Con ún permiso para así romperme el alma

Que hiciste
Nos obligaste a destruir las madrugadas
Y nuestras noches las borraron tus palabras
Mis ilusiones acabaron con tus farsas
Se te olvidó que era el amor lo que importaba
Y con tus manos derrumbaste nuestra casa

Y confundiste tanto amor que te entregaba
Con ún permiso para así romperme el alma

Que hiciste
Nos obligaste a destruir las madrugadas
Y nuestras noches las borraron tus palabras
Mis ilusiones acabaron con tus farsas
Se te olvidó que era el amor lo que importaba
Y con tus manos derrumbaste nuestra casa


Mulher!


No princípio eu era a Eva
Criada para a felicidade de Adão
Mais tarde fui Maria
Dando à luz aquele
Que traria a salvação
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão.
Passei a ser Amélia
A mulher de verdade
Para a sociedade
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com a igualdade.

Muito tempo depois decidi:
Não dá mais!
Quero minha dignidade

Tenho meus ideais!
Hoje não sou só esposa ou filha
Sou pai, mãe, arrimo de família
Sou caminhoneira, taxista,
Piloto de avião, policial feminina,
Operária em construção...
Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser
Meu sobrenome é COMPETÊNCIA
E meu nome é
MULHER..!!!!


(O Autor é Desconhecido, mas um verdadeiro sábio...)

domingo, 22 de fevereiro de 2009

El Vino!

Como dizia Diego o avô do meu amigo Marito:
"El vino es bueno, pero cuando hay un agua cristalina, pura y sana.... el vino es mejor!"

Tráfego Aéreo Mundial Visto do Espaço.

O tempo deste clip é de 1m12s e representa as 24 horas de um dia inteiro das viagens de avião que se fazem. Feitas as contas, cada segundo de filme, representa 20 minutos reais. Cada pontinho amarelo representa um voo com pelo menos 250 passageiros. Nota que os voos dos EUA para a Europa partem principalmente à noite, sendo a sua volta diurna. Pela imagem que o sol imprime no globo, pode-se dizer que é verão no hemisfério norte. Isto porque ele quase não se põe no pólo norte e no pólo sul quase não aparece. Simplesmente fantástico!

video

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Quem fica com o troco?

E assim vai o nosso jardim a beira mar plantado...

According to Jim!

Estou completamente viciada na série According to Jim, que está actualmente a ser transmitida na Fox Life. Já há muito não me lembrava de ver uma série tão hilariante.
Magnifico James Belushi no papel principal em conjunto com Courtney Thorne-Smith (que já conheciamos da série Ally Mcbeal) simplesmente de cair para o lado a rir. Vejo e revejo episódios e acho sempre imensa piada.
Tal como já alguém disse, se o Homer Simpson fosse de carne e osso, seria assim :)
Imperdivel e imbativel no humor!


sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Super-Herois!

Como estarão hoje em dia, os super-herois da nossa juventude?

Super-Homem



Thor



Hulk



Mulher Maravilha



Batman & Robin



Homem Aranha



Lembrem-se:
A vida pode não ser a festa que esperávamos, mas enquanto estamos aqui, devemos dançar...

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Coca - Cola!

Longe de mim fazer publicidade, a marca não precisa da minha ajuda. Mas achei este video fantástico, tinha que partilhar.

video

sábado, 7 de fevereiro de 2009

No sítio do custume!

Pois é, promoções assim, só mesmo lá no sítio do custume :)



Sem comentários...

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Vacinas!


Pois é, tive hoje a minha primeira experiência quase traumática. As vacinas!
A princesa faz hoje dois meses e como tal chegou o momento das ditas. Chorou, mas chorou mesmo, lágrimas de verdade e não aquele choro mimalho sem elas. E eu quase choro com ela.
Mas ficou bem, pelo menos até ver.
Ninguém merece, pobres anjinhos, mas é por uma boa causa.

É no que dá mexer com quem está quieto!

Um famoso político estava a bordo de um avião, ia de São Paulo para Brasília. Ao seu lado, notou um garoto de uns 10 anos, de óculos, com ar sério e compenetrado. Assim que o avião decolou, o garoto abriu um livro, mas o político puxou conversa:
- Ouvi dizer que o vôo fica mais curto se a gente conversa com o passageiro ao lado. Gostaria de conversar comigo?

O garoto fechou calmamente o livro e respondeu:
- Talvez seja interessante. Que tema o senhor gostaria de discutir?
- Ah, que tal política? Você acha que devemos reeleger o presidente ou dar uma chance a outro?

O garoto suspirou, e replicou:
- Pode ser um bom tema, mas antes preciso lhe fazer uma pergunta.
- Então manda!- encorajou o político.
- Cavalos, vacas e cabritos comem a mesma coisa: capim, grama, ervas, concorda?
- Sim. - disse o político...
- No entanto, cabritos excretam bolinhas, vacas largam placas de esterco e os cavalos, grandes pelotas. Qual é a razão para isto?

O político pensou por alguns instantes, mas confessou que não sabia resposta.

O garoto concluiu:


- Então, como o senhor se sente qualificado para discutir quem deve governar o Brasil, se não entende de bosta nenhuma?

E durante o resto da viagem não trocaram mais uma palavra.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Costa do Castelo!

O Costa do Castelo é um dos meus sítios preferidos. Pequeno e acolhedor, em dias de festa, a transbordar de gente, bebemos o nosso copo na rua, algo que só sabe bem no verão. Mas este bar tem uma magia que só quem o frequenta entende.
Liderado pelo Mario e pela sua simpática esposa Lininha, ambos sempre de sorriso nos lábios, fazem tudo para que os clientes se sintam em casa e passem umas noites bem divertidas.
A primeira vez que lá fui, foi a 24 de Setembro de um ano remoto que já não me lembro, o exito do momento era o Summer Jam e tocava quando lá entrei. Ainda hoje se ouço esta música lembro-me do Costa e daquela noite: um chouriço assado, chilli e duas garrafas de vinho, foi a noite de uma de várias reconciliações.



Este texto descreve exactamente o Costa do Castelo, talvez só mesmo quem lá vai o possa entender:

A rua é tortuosa, mal amanhada, atravessada por ruelas com ar mal disposto batidas pela maresia insistente. Entramos nela abrigados pela noite, dela saímos quase sempre avisados pela madrugada demasiado rápida. Ruas assim têm sempre o seu espaço de redenção. Esta tem o Costa. Cinquenta metros quadrados de grandiosa pequenez, confortável na pele e no coração que tem. Coração de pedra forrada de emoções, muitas noites abençoado pelo milagre da multiplicação do espaço. Os que deixam de entrar são a excepção a uma regra imperiosa: os outros como prazer. É ainda possível extrair prazer do facto de estarmos juntos? No Costa é. O bem que nos sabe lá estar! Aí, como em poucos outros lugares, podemos tomar sempre o nosso contentamento como razão inversa do desperdício do nosso tempo. De facto não é possível perder o que quer que seja no Costa. Lá, saboreamos o langor do tango e a melancolia do fado entre um trago de malte e conversas à solta; lá acreditamos ter comido o melhor caldo verde da nossa vida; lá, juramos amores, conjuramos malandrices e fomos namorados com dia marcado; lá fomos monstros ou bruxas e entoamos dez vezes dez números ao contrário; lá incendiamos balões número cinco e queimamos a língua com castanhas calientes; lá ensaiamos uma dança impossível ao ritmo de sons inesperados. Lá fomos invocados por um sino que não toca sempre duas vezes; lá fomos arredondadamente pontuais ao minuto 52, lá testamos a erudição ao balcão sob o olhar de um galo porteiro; lá inventamos esplanadas espontâneas em noites suadas. Lá…
Abraçado e querido pelos que o vivem, é do Costa que nos lembramos sempre que a alma nos pede aconchego, gozando esse privilégio de durar na memória dos homens e das mulheres que alguma vez lá entraram. Conhecemo-lo assim há dez anos, dois corpos um só espírito, mais atmosfera que substância, diariamente trabalhada com orgulhosa ternura. Paixão.

Só para nós.


E que siga la fiesta!

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Lost!

Pedro e Maria estão num vôo para a Austrália para comemorar seu 40º aniversário de casamento.
De repente, o comandante anuncia pelos:
- Senhoras e senhores, tenho notícias muito ruins. Nossos motores estão a deixar de funcionar e vamos tentar uma aterragem de emergência. Por sorte, estou a ver uma ilha não catalogada nos mapas, logo abaixo de nós e vamos tentar aterrar na praia.
Ele aterrou com êxito, mas avisou os passageiros:
- Isto aqui é o fim do mundo e é muito provável que nós não sejamos resgatados e tenhamos que viver nessa ilha pelo resto das nossas vidas!
Nessa hora, Pedro pergunta à mulher:
- Maria, entregaste o nosso IRS antes de viajarmos?
- Ai, perdoa-me Pedro. Eu esqueci-me completamente!
Pedro, eufórico, agarra a mulher e afinfa-lhe o maior beijão de todos os 40 anos de casamento. A Maria não entende e pergunta:
- Pedro! Porque me beijaste desta maneira?
E ele responde:
- Eles vão encontrar-nos!!!